“Desencana que engravida?”

                          Olá amigos!

Divido com vocês uma entrevista bem bacana que  eu e minha amiga, Dra. Karen, concedemos à jornalista Cecília Flesch, da Revista Fértil( a.1,v.3, 2010). Achei super pertinente o tema e, com certeza, refere-se à uma das principais dúvidas das mulheres que buscam por um filho. Segue a matéria abaixo:

Desencarnar: Despreocupar-se, desapoquentar-se; tranqüilizar-se; desligar-se . Fonte: Dicionário Aurélio.
Uma das frases mais comuns de se ouvir é “ah, relaxa! Quando você menos espera é que acontece!”. Para qualquer situação em que você quer muito algo, essa frase está entre as mais ouvidas. Eu não fiz nenhuma estatística na ponta do lápis, admito, mas durante as minhas pesquisas pude notar que pelo menos 9 entre 10 mulheres, que estão tentando engravidar, ouviram essa frase e tem muita raiva dela. A pergunta que fica é: como não se preocupar, não se apoquentar, tranqüilizar-se ou desligar-se quando o que você mais quer, não acontece? Por isso, a Fértil foi atrás de orientações, para tentar encontrar os outros sentidos para esse tal de “desencanar”.
• Antes de tudo, vale lembrar que para uma mulher ser considerada infértil é necessário que em 12 meses de menstruações e relações sexuais regulares não haja gravidez. E que entre os 25 e 35 anos, a mulher tem cerca de 75% de não engravidar. Ou seja, até mesmo entre as mulheres que estão no auge da idade fértil, as chances são mais remotas do que se imagina. “A mulher só deve se preocupar com o problema quando ele realmente aparece. Não deve se adiantar ou pensar no pior”, lembra a Dra. Karen De Pauw, esterileuta do projeto Alfa, de São Paulo. Portanto, desencanar é não ter pressa .
• Desencanar não significa esquecer o assunto. Significa saber lidar de forma controlada com ele. Esperar a gravidez cair do céu, não adianta. Se a gravidez não veio, tem que partir para a ação! O casal precisa fazer exames, analisar a melhor opção de tratamento, conhecer suas limitações, para então poder começar a se dar por vencido. Logo, é importante não confundir desencanada com descompromissada .
• Não dê bola para as pressões externas e internas. “A cobrança, na maioria das vezes social, para que a mulher “desencane” deixam-na ainda mais culpada por não conseguir engravidar. E essas frustrações, somam-se a outras, que acabam prejudicando sua auto-estima e feminilidade”, destaca a psicóloga Luciana Leis, de São Paulo. Ser desencanada é ter ouvido seletivo .
• A tensão pode ter um sério impacto sobre o seu organismo. “Vamos pegar um exemplo fácil: quantas vezes estamos programando uma viagem e a menstruação desce bem no dia que vamos viajar? Sendo que você tinha certeza que não ia descer de jeito nenhum! Se houve uma mudança na sua ovulação só por causa de uma viagem, imagina para engravidar?”, lembra a Dra. Karen De Pauw. E a situação pode ficar ainda pior: “Há pacientes que passam a ter insônia, não conseguem se concentrar no trabalho, não se permitem nenhum tipo de lazer ou diversão e vivem em função desse pensamento obsessivo por engravidar”, diz a psicóloga. Sendo assim, desencanar é administrar sua ansiedade .
• A mente tem um enorme poder sobre o que queremos. Então tente identificar motivos psicológicos que podem estar interferindo no bom andamento das suas tentativas de gravidez. “Algumas mulheres com problemas de auto-estima podem acreditar, por exemplo, não serem capazes de gerar uma criança perfeita, ou então, não conseguirem cuidar de um bebê. Casos onde existe uma relação muito conflituosa com a mãe podem também atrapalhar esse processo pelo medo de ser como a mãe. Ou ainda, a mulher pode idealizar tanto a maternidade, que ela acaba se tornando inatingível”, destaca a psicóloga. Não se esqueça: Desencanar é não boicotar-se .
• O homem tem um papel fundamental nas tentativas para engravidar. Ele tem que ser companheiro, tem que deixar a companheira saber que ele está com ela para o que der e vier. “Se a mulher é mais ansiosa, não adianta ficar controlando o ciclo e perguntando se a menstruação já veio. E se não veio, ficar com aquela cara de “XIIIIII!!!!”. Se ela é mais tranquila não adianta ficar cobrando mais atitude. ELE pode fazer isso, por que não?”, destaca a esterileuta. Além disso, de acordo com a psicóloga Luciana Leis, a nossa sociedade ainda é muita machista e faz com que grande parte dos homens se sinta frustrado e responsável pela não gravidez. Algo como “não sou tão viril quanto eu achava que era”, o que acaba atrapalhando ainda mais as tentativas ou os tratamentos. Lembre-se: um homem desencanado é um homem tranqüilo e pode valer mais do que mil FIVs, inseminações, etc .
• Se realmente há um impacto sobre a mulher que desencana, COMO fazer isso?! Para a Dra. Karen De Pauw, não há receita: “Não há dúvidas de que realmente existe o impacto, porém não há como fornecer uma fórmula para diminuí-lo. Mas fica a dica: decidir por um tratamento é uma forma de “desencanar”. Dividir a responsabilidade da gravidez com uma equipe médica dá mais leveza ao casal, permite que eles retomem a vida de volta, principalmente a sexual”. Desencanar, então, é conhecer a parcela de responsabilidade de cada um .
• Conclusão: “desencanar” é mais do que despreocupar-se, desapoquentar-se; tranqüilizar-se; desligar-se , como define o dicionário. É estar ciente que você e seu companheiro fizeram de tudo para que aquele sonhe virasse realidade. Um bom exemplo é quando casais, após o tratamento, adoção ou desistência engravidam espontaneamente. É viver além da busca de ter um filho. Nas palavras da psicóloga Luciana Leis: “É importante que o casal possa “fertilizar” a sua vida para que o bebê possa chegar”.

5 respostas em ““Desencana que engravida?”

  1. Meu nome é Tatiana, tenho 30 anos engravidei em 2009 nao foi possivel levar adiante por conta do feto ter parado de desenvolver e isso ter acontecido qdo nao era um asunto cogitado, me fez hoje a me dedicar a essa realicao.Meu marido vem de um aborto provocado pela ex sem seu consetimento e cobra de mim esse sonho!desde 2009 que estamos nas tentativas e esse assunto e muito comum, .. com os vizinhos,em familia , amios , trabalho.. nao ha um dia que eu nao acorde e nao pense sobre…infelizmente oque ouço ou é cobranca ou a tal frase : Relaxa..
    È uma situacao muito dificil..

  2. Bem,acho q tudo tem sua hora e q tudo tem motivo,mais tambem creio q deus e misericordioso,devemos olhar onde estamos errando na vida ouvir o q deus tem a dizer sobre isso,e seguir em frente mudado para melho.fique firme na promessa,deus nunca desiste de vc.bjo

    • Oi Jéssica ,concordo com vc que tudo tem seu tempo e que Deus é misericordioso,mas lhe dar com a espera é muito difícil,as vezes chega a doer,nunca imaginei que engravidar fosse tão difícil,estou tentando já há 2 anos e nada,iniciei tratamento e nos meus exames tudo deu normal,meu marido fez espermograma e ultrassom e constatou que ele tem varicocele,o urologista disse que mesmo ele tendo a varicocele,se eu realmente fosse fértil,já teria engravidado,bom resumindo,fiquei super para baixo,me sentindo muito inferior,todas as minhas amigas já são mães,me sinto que estou ficando para trás,mas me apego nas promessas de Deus,que tudo tem seu momento certo,mas no fundo espero que minha vez esteje próximo.

  3. Olá, sou a Adriana e estou a três anos tentando engravidar e não consigo, só ouço falar: Desencana que você engravida! Esquece que você engravida! Mas como esquecer, se é um pensamento que está vinte quatro horas na sua cabeça!
    Gostaria de alguma dica:
    Desde já agradeço pela a tenção

E você, o que pensa sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s