“Dia das Mães” e Infertilidade: não deixe o sonho morrer

mae_e_bebe2_400Eis que se aproxima o “Dia das Mães”, data de comemoração para as mulheres que já possuem seus filhos e também de festa para os filhos que contam com o prazer ilustre desta doce presença em suas vidas.

Porém, nem tudo são flores,  já que um misto de sentimentos conflitantes podem surgir em meio à essa data para as mulheres que estão em busca de vivenciar, agora no papel de mães, esse grande dia. Desta forma, precisam se deparar com a espera e incerteza deste filho que não chega, podendo contar, somente, com essa comemoração no papel de filhas. Mas isso não basta quando a vontade de ser mãe grita em seus interiores.

Em meio ao bombardeio de anúncios de TV, jornais e revistas que trazem nesta época muitas mães felizes ao lado de seus filhos, há do outro lado, uma vasta multidão de mulheres em busca  da realização do sonho de serem mães, que observam tudo isso com seus corações partidos e, em alguns casos, desesperançados.

A vivência da dificuldade de gravidez não é nada fácil, a frustração e tristeza costumam estar bastante atreladas em meio à essa experiência, sendo que a falta de respostas do “porquê” estar tendo que passar por tudo isso algo que atormenta.

Cada menstruação que desce anuncia a morte de um bebê imaginário, construído ao longo de todo o mês, que não pôde se materializar. Quanto maior a espera por esse filho, maior também são as incertezas e inseguranças de que um dia ele chegará.

Manter a esperança de que, em algum momento, o sonho será possível não é uma tarefa fácil em meio à tantas dores e decepções. No entanto, o desejo de ser mãe costuma ceder energia para o enfrentamento desta situação e busca por soluções desse problema.

Alimentar a esperança é fundamental para que se possa ter motivos para lutar e não desistir dos sonhos, mesmo quando eles parecem estar distantes.

Luciana Leis

2 respostas em ““Dia das Mães” e Infertilidade: não deixe o sonho morrer

  1. Olá, me identifico muito com isso… Ha três anos tento engravidar, e a cada dia das mãe é uma tortura, quando a data se aproxima, já fico depressiva, choro por qualquer motivo… Está sendo muito dificil para mim!!!

  2. Choro por propagandas, choro ao ver as pessoas comentando que estão indo comprar presentes para suas mães, choro pela distância de minha mãe, choro por não conseguir engravidar, choro a cada teste de gravidez negativo, choro por cada menstruação… Mas principalmente, choro quando as pessoas me dizem: você tem que tirar isso da cabeça… Não pode encucar, quanto mais você pensa nisso, menos você consegue… Poxa, não encuco por que tenho prazer em sofrer, nem por que sou masoquista, não fico com aquilo na cabeça por que quero… As pessoas não conseguem entender que não tenho controle sobre meus sentimentos…

E você, o que pensa sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s