Expectativa de gravidez em meio aos tratamentos de fertilização in vitro (FIV)

gravidezOlá, seguidores!

Hoje quero discutir com vocês a respeito de um tema que é bem conhecido de todos nós: a expectativa de gravidez durante os procedimentos de fertilização in vitro (FIV).

Quem já realizou tratamento de reprodução assistida bem sabe o quanto é difícil, em meio à esse processo, não fazer planos para a chegada do bebê, pensar em nomes etc. É inevitável não fantasiar esse filho, afinal, desde a primeira consulta ele já existe no imaginário dos futuros pais.

No entanto, infelizmente, os tratamentos de fertilização in vitro (FIV), mesmo oferecendo boas taxas de gravidez, não garantem o filho ao casal. Na prática clínica, percebo que a grande maioria dos casais depositam uma expectativa irreal de sucesso no tratamento; principalmente, devido ao fato de o procedimento de FIV  permitir transferir para o útero o pré-embrião já formado.

É bem comum, pós transferência embrionária, o sentimento, por parte das mulheres, de que já estão grávidas. É difícil pensar diferente quando em seus corpos já habita uma nova vida em potencial.

Na minha opinião, o mais complicado em meio a esse processo é “manter o pé no chão” diante da expectativa de gravidez com os tratamentos, até mesmo porque sonhar implica em não estarmos com o pé no chão e, daí, vocês podem imaginar porque acaba sendo difícil lidar com as emoções nesse período.

Pensando justamente neste tema, estou fazendo uma pesquisa no Projeto Beta para investigar a expectativa de gravidez em meio aos tratamentos de fertilização in vitro (FIV), analisei os dados preliminares de 100 pacientes que buscavam por tratamentos de FIV, sendo que comparei se a expectativa das pacientes de resultado de
gravidez, estava de acordo com a chance informada pela equipe médica.

Como resultado verifiquei que 59% das pacientes superestimaram suas chances de sucesso, 5% subestimaram e 36% tiveram expectativa de sucesso de acordo com o que foi informado pelo médico. Das pacientes otimistas, a maioria (28,8%) informou
chances de sucesso até 10% maiores do que as informadas pela equipe médica;
15,3% reportaram chances 40% superiores e 13,6% superestimaram em 50% suas
chances de sucesso. Das pacientes pessimistas, 60% acreditam ter 10% a menos de
chance de sucesso com seu tratamento do que informado pelo médico.

Portanto, o estudo revelou que a maioria das mulheres idealiza as chances de sucesso com o tratamento de FIV.

Acredito que não vale a pena investir nesse tipo de procedimento se não acreditarmos na possibilidade de dar certo, porém, é necessário cautela, pois o “tombo” de um possível resultado negativo, costuma ser do tamanho da idealização do resultado positivo de gravidez e isso pode doer muito.

Luciana Leis

E você, o que pensa sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s