Desejo de ser mãe “em tempos de zika”

Oi, Pessoal!zika

Com tanta repercussão que o zika vírus tem tido nos últimos tempos, vou aproveitar esse espaço para colocar o que tenho percebido e o que penso em relação a esse assunto.

É fato que grande parte das mulheres que estavam planejando ou já tentando engravidar ficou bastante apreensiva com a possível associação do zika vírus com os casos de microcefalia. Muitas resolveram adiar o plano do bebê, voltando a utilizar meios contraceptivos ou abandonaram seus tratamentos para a infertilidade. Lógico que essa escolha é compreensível neste momento, porém, há as mulheres que, mesmo com todo o alarme a respeito do zika, decidiram ir em frente no seu desejo e não deixar o sonho para depois.

Essas mulheres, muitas vezes criticadas pelos que estão a sua volta, “Você é louca! Agora não é momento para engravidar!”; “Quer ter um filho com problema?”, também se preocupam em contrair a doença, no entanto, o desejo pelo filho é maior que o medo e essa escolha deve ser respeitada.

Ninguém, além da mulher que é dona de seu próprio corpo, saberá qual o melhor momento para se ter um filho em sua vida. Critica-la por sua escolha em nada ajuda. Afinal, não há nada de errado em querer ter um filho e há maneiras de buscar  se proteger através de roupas, repelentes, evitando zonas endêmicas etc.

Arrisco até dizer que alguns dos que criticam gostariam também de ter a coragem dessas mulheres em não adiar os seus desejos. No entanto, ninguém é igual a ninguém, acredito que cada pessoa precisa avaliar seus medos e como essa notícia do zika vírus repercute dentro de si para, assim, tomar a melhor escolha quanto a adiar ou ir em busca de uma gravidez neste momento. Para as mulheres que estão muito apreensivas com o zika vírus e, que pelo fator idade, não têm mais tempo a perder, a opção pelo congelamento de óvulos ou embriões pode ser uma boa alternativa.

Ainda há poucas certezas a respeito desse assunto e a cada momento surge uma nova notícia, desta maneira, cada mulher deve seguir o que sente para tomar sua decisão, sem tentar influenciar as demais, afinal, ter ou não um filho, independente do contexto, pertence à intimidade de cada casal.

Luciana Leis

 

Anúncios

E você, o que pensa sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s