Sonhos Congelados

 

sonho congelado

Fazendo uma pesquisa sobre o tema infertilidade para um material que estou escrevendo, eis que me deparo com esse título de um livro em inglês: “Frozen Dreams”. Confesso que ainda não tive acesso a esse material técnico, o qual aborda as questões psicodinâmicas da infertilidade, porém, seu nome me chamou atenção, pois conseguiu expressar, em somente duas palavras, muito da imensidão que é o sentimento da busca por um filho.

Penso que a vivência é exatamente essa, tudo fica meio congelado, parado no tempo, enquanto o bebê não vem. Quem passa pela infertilidade sabe que é bem assim, é difícil fazer planos a longo e, às vezes, até curto prazo, pois sempre existe a possibilidade de se estar grávida.

Desta maneira, o curso de pós-graduação fica de lado, a viagem que poderia ser bacana, mas, que não dá para fazer se estiver com um bebê na barriga, o retoque da raiz do cabelo, tratamentos de beleza com produtos mais fortes e muitas outras coisas acabam ficando em “modo de espera” na expectativa da gravidez.

E sabem o que é pior que tudo isso? Perceber que o tempo passou, os planos foram adiados e nada mudou… É muito frustrante investir em algo e não se ter garantia de nada, não se ter o controle, porém, assim é que é esse processo. Haja persistência e resiliência para se ir em frente!

Penso que, dentro do possível, é importante não frear os planos em função dessa espera, se há algo que seria muito interessante fazer, não desprograme em função dessa espera, pois, caso você esteja grávida no futuro, será mais fácil você desmarcar algo por essa boa razão, do que ter que lidar com o fato de não ter feito o que queria e ainda por cima, não ter engravidado.

É verdade que mesmo buscando “levar uma vida normal” a sensação é de que as coisas ficam meio em stand-by, mas, buscar driblar os inconvenientes desta espera pode auxiliar a diminuir o sentimento de paralisação.

A vivência de “sonhos congelados”, eu diria, não só o sonho por um filho, como também muitos outros que vão “congelando” em meio a essa espera, só se dá devido ao intenso desejo de realização desse projeto, onde busca-se priorizá-lo tanto, que os outros objetivos são deixados de canto, mesmo sem querer.

Se por um lado esse desejo dói pela espera de sua realização, por outro, é justamente ele quem  levará a buscar forças internas para sua concretização. O desejo é a válvula motriz da vida e o que mais pode impulsionar essa luta.

Força! Vá em frente!

Luciana Leis

Anúncios

E você, o que pensa sobre este assunto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s